Login:
Senha:
Pesquisa:
 
 
Empresa Clientes Produtos Links Indexadores Balancetes Notícias Fale Conosco Informações Sobre Instituições Financeiras Parcerias:




 
Estimativas de inflação e de PIB estão em alta
Globo Online

Pesquisa divulgada pela Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) mostra que a alta da taxa Selic ainda não surtiu o efeito esperado pelo Comitê de Política Monetária (Copom). O estudo leva em conta a expectativa de 52 instituições bancárias, na segunda semana de outubro, para diversas variáveis macroeconômicas. A previsão de alta da inflação medida pelo IPCA passou para 7,22% em 2004, contra projeção passada de 7,18%. Para 2005, a estimativa de inflação também subiu. Passou de 5,86%, em outubro, para 5,93%.

Para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2004, na média, os bancos acreditam que ele alcance uma alta de 4,51%. No mês passado, a previsão era de crescimento de 4,4%. A pesquisa ainda reviu o volume de investimentos diretos no Brasil. Pelos cálculos dos bancos, eles podem somar US$ 12,12 bilhões. No mês passado, a estimativa era mais animadora: US$ 13,31 bilhões.

A previsão do câmbio também recuou um pouco em relação à pesquisa de setembro. O dólar custará R$ 2,92 em dezembro pela projeção atual, contra R$ 2,95 apontado no levantamento do mês passado. O Risco Brasil é outro item que deve recuar pelas projeções. Em dezembro, ele pode ficar em 464 pontos, contra uma estimativa anterior de 481 pontos. Para 2005, os bancos prevêem o Risco Brasil em 421 pontos.




www.oglobo.com.br



Finanças
 IGP-10 subiu para 0,83% em novembro
 Banco Santos: CVM suspende resgates
 Lucro da Caixa foi 16,9% menor
 Embraer: triplica lucro acumulado
 Estimativas em alta
 Banco Mundial prevê crescimento